Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010

Capitulo 15 – (P.V. Sara & P.V. Ângela)

 

P.V. Sara
 
          -“Baby come on? Don't be mad at me.” (Bebé então? Não fiques chateada comigo) - Pediu Kellan tentando tocar-me na cara.
          -“Don't touch me!” (Não me toques!), “You think I’m a baby too?” (Também achas que sou uma criancinha?) - Perguntei-lhe cobrindo-me com as mãos (sem o roupão ficara apenas em roupa interior)…
          -“Of couse not! She's crazy... I don't want nothing with her.” (Claro que não! Ela é doida...Não quero nada com ela) “why? you're jealous?” (Porque? Estás com ciúmes?) - Perguntou-me com um sorriso parvo.
          -“Jealous? NO!! why i would have jealous?” (Ciúmes? NÃO!! Porque teria ciúmes?)- Perguntei engasgando-me (a verdade é que estava a arder de ciúmes)...
Kellan riu da minha resposta nada convincente
          - “Please, don't be mad at me...” - Suplicou de joelhos beijando-me as pernas.
          -“Leave me alone Kellan Lutz! And wash your hand before touch me please!” (Deixa-me em paz Kellan Lutz! E lava as mãos antes de me tocar sff!) - Pedi-lhe com a voz trémula.
A Ângela convenceu Kellan a sair da casa de banho e ficamos as duas a conversar.
Assim que ele fechou a porta desatei a chorar “baba e ranho”.
          -Tem calma amor... vai passar... tens de ver que se calhar ele nem teve culpa. - Disse sentando-se comigo na berma da banheira e abraçando-me.
          -Eu vi-os Ângela! Se não tivesse aparecido ele tinha continuado a beijá-la!
          -Eu não acredito que a culpa tenha sido dele. Aquela porca atirou-se a ele, está-se mesmo a ver!! -Tentou ela tranquilizar-me.
          -Não o defendas bé', ele podia muito bem tê-la afastado… - insisti.
          -E quem te garante que não era isso que ele ia fazer? - Perguntou-me oferecendo-me o rolo de papel higiénico.
Eu olhei para Ângela... Realmente ninguém me pode garantir tal coisa
       -Aii sou tão otária- Peguei num bocado de papel e assoei-me. -Agora ele ficou a saber que tenho ciúmes dele!!
       - Isso pode ser bom... - Disse-me a Ângela
       -Ou não! - Respondi-lhe - De qualquer das maneiras não vou fazer mais figura de idiota - Levantei-me e lavei a cara. -Vou para o hotel, tu podes ficar com o Rob e tal...- Disse-lhe piscando o olho e fazendo um sorriso forçado.
          -Não, nem pensar, se tu vais eu vou também. - Disse Ângela levantando-se num sobressalto.
       -Não precisas a sério meu amor! Até me faz bem, estar sozinha...- Tentei convence-la.
          -Eu vou contigo Sara, tenho lá as minhas coisas todas lembras-te?
          -Então bora... Não ‘tou com vontade nenhuma de estar aqui! - Menti. O que eu mais queria era estar ali, junto de Kellan, mas não! não podia! ele magoara-me!
Pedi a Ângela para ir lá cima buscar as minhas coisas... Não queria dar de caras com Kellan! Que vergonha!
Fiquei na casa de banho à espera de Ângela. Quem lá entrou segundos depois não foi ela, mas sim Kellan!
          -“I took a shower already.” (Já tomei um duche) - Disse entrando no W.C. de mãos no ar como quem "pede paz."
          -“Good for you!” (Que bom para ti) - Ironizei. – “I’m in underware! Do you mind it not to look at me??” - (Estou em roupa interior! Importas-te de não olhar para mim??)
Ele riu-se.
          -“Yes i mind it!” (Sim importo) - Provocou-me.
          -“I’m talking very seriously.” (Estou a falar muito a sério) - Disse tentando parecer séria. Acho que não resultou pois Kellan aproximou-se:
          -“And if i don't stop looking?” (E se eu não parar de olhar?) “What you gonna do to me?” - (O que me vais fazer?) - Perguntou-me "meio divertido".
          - “I'm gonna be forced to use my strenght.” (Vou ser obrigada a usar a minha força) – Ameacei-o.
          -“So it is better not look!” (Então é melhor não olhar!), “I don't wanna be with a black eye...” (Não quero ficar com um olho negro) – Ironizou.
Ri-me (Era inevitável). Kellan e o seu sentido de humor...
       -“You see?!”- Perguntou-me aproximando-se mais – “I'm sorry Sarocas, I swear the fault wasn't mine.” (Desculpa Sarocas, eu juro que a culpa não foi minha) - E dito isto selou-me um beijo.
Saí da casa de banho a correr e tropecei na Ângela que vinha com as minhas coisas na mão. Peguei no vestido e nos sapatos e vesti-me antes de abrir a porta de entrada.
          -“Bye Robert, was a pleasure to meet you!” (Adeus Robert, foi um prazer conhecer-te!) – Despedi-me.
          -“Were you going?” (Onde vocês estão a ir) - Perguntou-nos Rob confuso...
          -“To our Hotel.” (Para o Hotel) - Respondeu-lhe Ângela.
          -“I'll take you” (Eu levo-vos.) - Ofereceu-se de imediato Kellan.
          -“What? No!!” (O que ? Não!!)- “Cortei-o” logo.
          -“Kellan you have a photoshoot now, remember?” (Kellan tens uma sessão fotográfica agora, lembras-te?)- Relembrou-o Rob.
          -“Oh, Shit!” (Oh, M****) – Reclamou.
          -“I'll take them!” (Eu levo-as) – Ofereceu-se Rob.
 
P.V. Ângela
 
Entrámos para o carro do Rob. A Sara estava um "caco" no banco de trás... a cena que acabara de acontecer não tinha sido nada bonita de presenciar... Aquela outra Mulalynne... (ai fiquei-lhe com um pó!) O Kellan ficou de olhos postos no carro a fazer marcha atrás... melhor dizendo no seu "carrão" (na Sara) desanimado. Ele não tinha tido culpa... (podia apostar).
Liguei o rádio para ver se a música distraía a Sara. Infelizmente só passavam músicas tristes, relacionadas com o tema... Acabei por desligá-lo.
Ninguém se atreveu a falar durante a viagem. Quando chegámos, Rob despediu-se de mim com um beijo no cantinho dos lábios prometendo que ligava para combinarmos mais uma saída.
Saímos do carro desanimadas e entrámos no Hotel, com a mesma roupa com que tínhamos saído no dia anterior.
O "perna longa" recebeu-nos com um sorriso, mas nós nem lhe ligamos.
Entrámos no quarto e deixei que a Sara fosse a primeira a tomar banho.
Entretanto o meu telemóvel tocou. Era Robert... 
          - "Allow!? " - Atendi (muito gosto eu de atender assim o telemóvel)
          -“Hey! Ângela, it’s me! Rob! - (Ei! Ângela, sou eu! O Rob!) - Respondeu-me a voz do outro lado (E que voz!! [suspiros])
Tudo o que era ou vinha "dele" me parecia perfeito… Gostava da sua voz, dos seus olhos, do seu andar, do modo de passar os dedos pelos cabelos, e olhava até com ternura para a sua barba mal feita e pêlos... (Ok, esta ultima é estranha)
       -“Hi Rob! What's up?” (Olá Rob, que foi?) - Perguntei-lhe depois de uma pausa para os meus pensamentos.
          -“Kellan want's to make a surprise for Sara... Can you please help him to convince her?” (Kellan quer fazer uma surpresa a Sara... Podes ajudá-lo a convence-la?) – Pediu-me.
          -“Sure! What is he thinking?” (Claro! o que está ele a pensar?) - Perguntei feliz pelo seu acto tão querido.
O Robert explicou-me tudo assim por alto, e eu amei a ideia. Convencer a Sara ia ser fácil! O plano era bom...
Desliguei o telefone ao mesmo tempo que Sara saiu de toalha do W.C. .
          -Estavas a falar sozinha ou foi impressão minha? - Perguntou-me
          -Era a minha mãe ao telefone… - Menti.
          -Então porque estás com esse sorrisinho parvo? Já tinhas saudades da mami? - Perguntou desconfiada.
          - "Realmente o meu sorriso revelava mais qualquer coisinha, porem não lhe podia dizer." – Reflecti.
          - Sim - Dei uma gargalhada (Ok, eu disfarço mesmo mal) - Já estava a morrer de saudades...
E dito isto o meu telemóvel tocou novamente… E desta vez era mesmo a minha mãe!
Hesitei em atender enquanto pensava noutra desculpa para dar a Sara.
          - Então? Não vais atender? - Perguntou-me enquanto se vestia.
          - Sim... é a minha mãe outra vez... Deve ter-se esquecido de me dar algum aviso! - Menti novamente, correndo para o W.C.
Quando me preparava para atender a chamada, esta parou.
          - "Melhor! ligo-lhe depois de tomar banho" - pensei pousando o telemóvel no lavatório.
Tirei o meu "precioso" vestido e entrei na banheira que Sara tinha feito o favor de encher novamente para mim.
          - "Hum que relaxante..." - Encostei a cabeça, e entre bons pensamentos, acabei por adormecer. (Sim! Na banheira! e Não! Não estava bêbeda).
 
P.V. Sara
 
Sem mais demoras e após a Ângela entrar para o W.C. vesti o que me apareceu á frente! Não estava com disposição para escolher nada tirando assim da gaveta um vestidinho de malha, azul, era decotado, vesti então por cima um casaco castanho. Calcei umas meias castanhas que me tapavam os joelhos e penteei os cabelos... o que me estava a irritar pois a espuma que não queria sair do fraco!! Desisti e fui deitar-me em cima da cama. O Kellan ainda me ocupava os pensamentos... a imagem dele a olhar para o carro... Arg!! Causa-me arrepios. Só pensava em lhe dar um beijo, ou mordiscar-lhe aquela sua orelhinha…
          - "Que diabo, é necessário ter juízo! Sara! Ele magoara-me... agora quero é distância... (ou não)" – Mentalizei-me.
Maquinalmente voltei a pensar em como seria estar com ele, poder percorrer-lhe o seu corpo com as minhas mãos! À ideia daquelas felicidades inacessíveis, os olhos arrasaram-se-me de lágrimas. Amaldiçoei com desespero a "pega da Annalynne" e adormeci com um desejo furioso de poder atropelá-la com um autocarro!
 
P.V. Ângela
 
(...) "Robert começou então a cantar para mim... uma musica que não conseguia perceber mas que me parecia familiar... A sua voz foi-se ouvindo cada vez menos..." Acordei…
Não era Rob a cantar para mim! Era o meu telemóvel que tocava...
Upss... Ainda estava na banheira! Peguei numa toalha e fui atender o telemóvel…
          - "Que chata é a minha mãe" – Pensei.
          -Diz mãe?? - Atendi com uma voz "seca".
          -“Ângela? It’s you?” (Ângela? És tu?) “Where are you?” (Onde estão?!) - Perguntou ansioso Rob já farto de esperar no local da surpresa de Sara.
          -“Rob?? Sorry I though it was my mom!” (Rob?? Desculpa pensei que era a minha mãe!)- Olhei para as horas...- OMG! Sorry, we are going!! - (OMD! Desculpa, nós estamos a ir!!)- Prometi desligando o telefone e correndo para o quarto.
          -SARAAAA ACORDAA! - Chamei-a enquanto fui ao roupeiro.
          -Que aconteceu?? Ela não morreu? OH!! - Acordou Sara sobressaltada.
       -Ah cunhadinha? Que andas prai’ a dizer?! Levanta-te que temos que ir embora...- Ordenei enquanto pensava numa desculpa inventada a pressão…
          -Onde?? Deixa-me dormir! Não tenho fome! - Reclamou Sara aninhando-se na almofada.
Vesti rapidamente as minhas jeans e a minha sweatshirt decotada castanha… Calcei as botas castanhas e pu-las por fora das botas, e fui descolar Sara da cama!
          -Anda preguiçosa! Vamos às compras!! Não vamos passar estas férias a Dormir...- Insisti
          -Humm... compras... - Repetiu Sara nada animada com a minha proposta.
          -Andaaaaaaaa... – Gritei pegando-lhe por uma perna e arrastando-a da cama para o chão.
          -Aii Angela já estou a ir!! Calma!!- Pediu-me dando um jeitinho à roupa e ao cabelo.
Saímos do hotel a correr e apanhámos um táxi. Entreguei um papel com as indicações que Rob me dera ao taxista e arrancámos rumo à “surpresa”…
 
Publicado por SarAngela às 00:27
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
|
2 Comentários:
De anniiicullen a 8 de Janeiro de 2010 às 19:05
Lindo!
quero saber qual é a surpresa :D
De Andreia a 8 de Janeiro de 2010 às 19:35
BOA!!! Agora quero saber qual é a surpresa!!!

Comentar Post

- About Us

- Find

- Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

- Posts Recentes

- Surpresa!

- Capitulo 39 – (P.V. Sara ...

- Capitulo 38 – [P.V. Ângel...

- Capitulo 37 - (P.V. Kella...

- Capitulo 36 – (P.V. Kella...

- Capitulo 35 - (P.V. Kella...

- Capitulo 34 – (P.V. Kella...

- Capitulo 33 - (P.V. Rober...

- Capitulo 32 – P.V. Kellan...

- Capitulo 31 - (P.V. Sara ...

- Arquivos

- Abril 2010

- Março 2010

- Fevereiro 2010

- Janeiro 2010

- Dezembro 2009

- Views

online